Mau hálito (halitose): cuidado com soluções milagrosas

23 de Dezembro de 2013

Mau hálito (halitose): cuidado com soluções milagrosas

Recentemente surgiram na internet soluções "milagrosas" para "tratar" a halitose (mau hálito), através da venda de e-books por R$ 49,90, que recomendam aos leitores o uso de produtos caseiros para "curar" a halitose, com o apelo que estes produtos custam menos de R$ 5,00, e resolvem o problema em menos de 72 horas.

Cuidado! Halitose não se cura milagrosamente!

MUITO CUIDADO, estas soluções caseiras oferecem riscos à saúde bucal e geral. Leia abaixo várias informações importantes a este respeito.

Estes e-books foram copiados de e-books americanos, e como no Brasil a legislação ainda não é muito clara e específica em assuntos envolvendo a internet, estes e-books aproveitam as brechas da lei para se disseminarem. Isso ocorre porque não fica claro na lei quem poderia fiscalizá-los: ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), CFO (Conselho Federal de Odontologia), CFM (Conselho Federal de Medicina), Polícia Civíl, PROCON, etc.

Os e-books são divulgados por e-mails enviados maciçamente, por anúncios no Google e por inúmeros sites. As soluções que eles oferecem não têm nenhum embasamento científico ou credibilidade de profissionais que atestem a sua eficacia ou segurança.

A Halitose é um sinal ou sintoma que algo no organismo está em desequilíbrio. Quando o mau hálito aparece, suas causas devem ser corretamente detectadas e adequadamente tratadas. Além disso, para que um produto que tenha benefícios com relação à halitose ser aprovado pela ANVISA, ele deve cumprir uma série de exigências.

Um importante aspecto é que o tratamento do mau hálito deve ir além de tratar o hálito do paciente, tratando também a sua segurança, e sempre que possível as queixas de boca seca e alteração de paladar, pois estas frequentemente levam a quem tem queixa em ter halitose, a crer que possui um mau hálito forte e persistente, o que nem sempre é verdade.

Dessa forma, uma consulta a um profissional capacitado em tratar a halitose é muito recomendada.

Você pode encontrar um profissional proximo ao local onde reside, visitando o site da Associação Brasileira de Halitose (www.abha.org.br).

Para conhecer vários melefícios que estes e-books podem causar à saúde, vale a pena ler uma denúncia que fiz em Maio de 2013 contra um destes perigosos livros virtuais no site reclameaqui. Leia e decida por si mesmo se vale a pena correr o risco de utilizar soluções caseiras que prometem milagres.

Compartilhe

Comentários

Deixe seu comentário abaixo.