O Mau hálito e a prática de exercícios físicos

18 de Setembro de 2011

O Mau hálito e a prática de exercícios físicos

Hipoglicemia devido a exercícios físicos pode gerar halitoseA halitose (ou mau hálito) pode ser provocada pela hipoglicemia devido aos exercícios físicos intensos.

A glicose que circula em nosso sangue, serve de "combustível" para a manutenção das funções vitais de nosso organismo, e quando seu nível diminuí, gera a hipoglicemia, que provoca o mau hálito.

Diante de um longo período de atividades físicas, as células do corpo continuam consumindo a glicose no sangue e o organismo, para evitar sua queda, libera alguns hormônios que aumentam o nível de glicose como o glucagon, o hormônio de crescimento (GH), a adrenalina e o cortisol.

Estes hormônios ativam a liberação do glicogênio (glicose estocada no fígado) e transformam outros nutrientes como proteínas e gordura em glicose. Nesse processo, alguns subprodutos da transformação da gordura são gerados e não são utilizados, possuindo um odor desagradável. Eles ficam circulando no sangue, e por serem leves e gasosos, são eliminados pelos pulmões junto com o ar expirado, provocando a halitose.

Para evitar ou prevenir o mau hálito deve-se evitar o jejum prolongado, evitando ficar mais do que 3 horas e meia sem se alimentar, pois o jejum acima de 4 horas já pode gerar a halitose.

No caso dos exercícios físicos, deve-se ingerir alimentos que produzam a energia necessária ao organismo para a prática esportiva, especialmente os carboidratos complexos, que são a melhor escolha para evitar o mau hálito pela hipoglicemia.

Resumindo: se for praticar exercícios físicos moderados, sempre faça uma refeição leve, para evitar a hipoglicemia e consequente mau hálito. Se os exercícios forem mais intensos, o ideal é se alimentar em pequenas porções durante sua realização, prevenindo não só a halitose, como também evitando prejudicar seu desempenho esportivo.

Compartilhe

Comentários

Deixe seu comentário abaixo.